Projeto de Jovair permite uso do Salário-Educação para pagar professor da rede pública

O líder do PTB, Jovair Arantes (GO), apresentou, nesta terça-feira (17), à Câmara dos Deputados, projeto de lei que permite que recursos provenientes do Salário-Educação sejam usados no pagamento de despesa de pessoal, como os salários de professores e funcionários que trabalham em escolas públicas (PL 8849/17). Atualmente isso é proibido pela legislação.

O Salário-Educação é uma contribuição social recolhida das empresas e destinada ao financiamento de programas, projetos e ações para a educação básica pública nos municípios, estados e no governo federal.

“Diante do atual cenário de grave crise econômica, instabilidade política e de queda vertiginosa de arrecadação, os entes federados estão enfrentando dificuldades para honrar o pagamento dos professores da educação básica. Tem ocorrido atraso no pagamento desses profissionais em todo o País”, destacou Jovair Arantes.

Na opinião do líder, diante dessa situação, o artigo da Lei 9.766/98 que proíbe a destinação do salário-educação para pagamento de pessoal torna-se “injustificável e prejudicial à prestação de serviços de educação” – penalizando os estudantes e a população de modo geral.

Reportagem – Renata Tôrres
Foto – Jotaric

Deixar uma Resposta