Demóstenes Torres se filia ao PTB

Na manhã desta segunda-feira (17/7), Demóstenes Torres se filiou ao PTB, em evento no escritório político do deputado federal Jovair Arantes. A sede, em Goiânia, foi palco de intensa movimentação onde prefeitos, lideranças e militância do partido se reuniram para prestigiar o novo integrante do partido.

O encontro contou com a presença não só de lideranças do PTB, mas de diversos partidos, como PSDB, PSD e até PMDB. Estiveram presentes os prefeitos de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango (PSDB); Renato de Castro (PMDB), de Goianésia; Nárcia Kelly (PTB), Bela Vista de Goiás; Roberto Naves, de Anápolis; bem como o vereador por Goiânia, Anselmo Pereira (PSDB); os deputados estaduais Eliane Pinheiro (PMN) e Júlio da Retífica (PSDB).

Durante coletiva de imprensa, Jovair ressaltou o retorno do ex-senador.  “Ele passou por um momento de muita dificuldade, superou todas, mostrando que não deve, que não devia e que foi de forma injusta condenado e agora está livre para poder militar e trabalhar politicamente trazendo suas lideranças para dentro do PTB e juntos fazermos uma grande virada no Estado de Goiás”, completou.

Demostenes iniciou seu discurso falando da relação com o Partido Trabalhista Brasileiro. “O PTB é um partido nacional, muito bem governado em Goiás pelo deputado Jovair Arantes, que é um homem de palavra, e eu espero somar para que o partido possa aumentar seu tamanho e conquistar boas lideranças, quero contribuir para isso […] o Jovair não ofereceu nenhum cargo no partido e nenhum foi pedido. Eu não pedi nada e ele não me ofereceu nada”, disse o novo petebista

O ex-senador demonstrou tranquilidade quando questionado sobre a possibilidade de enfrentar a opinião pública por meio do voto em uma provável candidatura em 2018. “Acho que a população já sabe o que aconteceu. Quem passou pelo moedor de carne, como eu passei, e conseguiu sair do outro lado, é porque tem história para contar. E a minha história é boa. Fui autor de 181 projetos de lei e emendas à Constituição, abordando temas como combate à violência contra a mulher, contra criança e adolescente, criando divórcio direto, entre outros. Então, tenho serviço prestado e é isso que vou mostrar”, pontuou.

A respeito dos planos para 2018, Demóstenes foi categórico quanto a sua liberdade política dentro do partido. “Aqui tenho maior perspectiva e sei que, havendo possibilidade de candidatura, poderei ponderar livremente a melhor opção. Aqui tenho garantia de liberdade de movimentação política e, a partir daí, vamos discutir qual a melhor situação. Vou me submeter ao que o partido decidir”, disse em coletiva à imprensa.

Filiação de Demóstenes Torres (17/07/17)
 

Deixar uma Resposta